Whatsapp
   jaimebnu@terra.com.br
  • Diversos

Vigilância alerta para cuidados na contratação de serviços de vacinação em domicilio.

Especialista explica o que deve ser observado ao contratar o serviço. A Secretaria Municipal de Promoção da Saúde de Blumenau, por meio da Vigilância Sanitária e Vigilância Epidemiológica, alerta para os cuidados na contratação de serviço privado de vacinação em domicilio. O coordenador de Fiscalização Sanitária de Estabelecimentos de Interesse da Saúde da Semus Luis […]

Publicado em 09/04/2020 às 02:54


Foto: Marcelo Martins.

Especialista explica o que deve ser observado ao contratar o serviço.

A Secretaria Municipal de Promoção da Saúde de Blumenau, por meio da Vigilância Sanitária e Vigilância Epidemiológica, alerta para os cuidados na contratação de serviço privado de vacinação em domicilio.

O coordenador de Fiscalização Sanitária de Estabelecimentos de Interesse da Saúde da Semus Luis Carlos Kriewall orienta que a população verifique o alvará de funcionamento das empresas privadas que prestam o serviço de vacinação em domicilio. Também aponta que os profissionais que estiverem prestando esse serviço devem usar caixa térmica com temperatura controlada para armazenar as vacinas, além de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) como luvas, máscaras e avental para garantir a segurança dos pacientes.

Vacinação domiciliar pelo SUS

Durante a Campanha Nacional de Vacinação contra Influenza, do Ministério da Saúde, o município está vacinando em domicílio apenas idosos acamados, previamente cadastrados nas unidades de saúde como preconiza o MS.

Os profissionais da Semus que realizam o serviço de vacinação em casa entram em contato por telefone para agendar a visita e estão identificados com uniforme, crachá da prefeitura de Blumenau e utilizam os EPIs exigidos pela Anvisa. Nas visitas domiciliares, os profissionais da Semus também utilizam uma caixa térmica com temperatura controlada e têm a preocupação de levar a quantidade de vacinas que serão aplicadas para evitar desperdício de doses.

Fonte: Prefeitura de Blumenau.
Foto: Marcelo Martins.