Whatsapp
   jaimebnu@terra.com.br
  • Diversos

Semana de prevenção à dengue terá atividades educativas e de limpeza. Ações serão realizadas em 2 escolas municipais e cemitérios da cidade.

Em maio foi instituída, em forma da lei municipal Nº 8.709, a Semana de Prevenção à dengue, que compreende os dias 25 a 30 de novembro. Neste primeiro ano de ações as equipes do Programa de combate à dengue da Secretaria de Promoção da Saúde de Blumenau (Semus), irão realizar palestras educativas em escolas do município, […]

Publicado em 25/11/2019 às 03:28


Em maio foi instituída, em forma da lei municipal Nº 8.709, a Semana de Prevenção à dengue, que compreende os dias 25 a 30 de novembro. Neste primeiro ano de ações as equipes do Programa de combate à dengue da Secretaria de Promoção da Saúde de Blumenau (Semus), irão realizar palestras educativas em escolas do município, além de limpeza de cemitérios.

Na terça-feira, dia 26, dez turmas da EBM Prof. Rodolfo Hollenweger receberão instruções e dicas de como evitar o acúmulo de água parada, que pode ocasionar a proliferação do mosquito Aedes aegypti, que transmite dengue, zika e chikungunya. Na quarta-feira, dia 27, será a vez de outras dez turmas de estudantes da EBM Lauro Muller ouvirem as orientações.

Já na quinta-feira, agentes de endemias farão a eliminação de depósitos de água, que podem se tornar futuros criadouros onde o mosquito deposita seu ovo, nos cemitérios municipais do bairro Progresso, da Rua Bahia, no cemitério luterano no Centro, e no São José.

Outra forma de prevenir a circulação de mosquitos Aedes no município principalmente na época do verão, que é quando eles mais se reproduzem, é verificar sempre o carro ao retornar de cidades litorâneas. O motoristas podem transportar insetos com o vírus sem perceber. A melhor forma de prevenção, nesse caso, pode ser o uso de aerossóis.

Ações constantes
Atualmente, Blumenau possui 246 focos do mosquito, que são monitorados pelos agentes. Também faz parte do trabalho de prevenção e combate o acompanhamento constante das 1.652 armadilhas e dos 358 pontos estratégicos, que são locais mais propícios ao aparecimento do mosquito, como os próprios cemitérios, transportadoras, comércios de ferro velho e borracharias. 

Ações educativas de prevenção são constantes em empresas e escolas da cidade, além da capacitação de equipes de agentes comunitários de saúde. Desde o início deste ano, a Semus registrou três casos autóctones (contraídos em Blumenau) de dengue. Em 2018, foram registrados dois casos de dengue e um de chikungunya, todos importados.

Fonte: Prefeitura de Blumenau.