Whatsapp
   jaimebnu@terra.com.br
  • Diversos

Programa Centelha SC: Saúde e bem-estar lideram entre os projetos aprovados pela Fapesc.

Saúde e bem-estar são as categorias que receberam o maior número de projetos aprovados no Programa Centelha Santa Catarina. As ideias apontam soluções desde purificador de água doméstico por plasma não térmico a implante intravesical para tratamento de bexiga hiperativa, curativos biodegradáveis e aplicativos para monitoramento da saúde do coração e do cérebro. Essas e outras […]

Publicado em 23/04/2020 às 04:52


Foto: Cristiano Estrela / Secom


Saúde e bem-estar são as categorias que receberam o maior número de projetos aprovados no Programa Centelha Santa Catarina. As ideias apontam soluções desde purificador de água doméstico por plasma não térmico a implante intravesical para tratamento de bexiga hiperativa, curativos biodegradáveis e aplicativos para monitoramento da saúde do coração e do cérebro. Essas e outras iniciativas compõem as 28 ideias selecionadas no programa de apoio à geração de empreendimentos inovadores e que, agora, receberão o fomento de R$ 60 mil cada.

 >>> Confira aqui a lista dos projetos aprovados e os suplentes

Ainda entre os setores de aplicação, destacam-se educação e agronegócio. Também foram aprovadas ideias para áreas como administração pública, automotiva, comércio e varejo, construção civil, economia criativa, economia do turismo, gastronomia, eventos e lazer, elétrico e eletrônico, fabricação de alimentos e bebidas, farmoquímico e farmacêutico e marketing e mídia. Já entre as temáticas, destacam-se inteligência artificial e machine learning, internet das coisas e biotecnologia e genética.


 Arte: Reprodução/Fapesc

 
Arte: Reprodução/Fapesc

No total, a Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc), vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDE), recebeu a submissão de 1.219 ideias. Foram três etapas de seleção até a escolha das 28 contempladas. Ainda há uma lista de 22 suplentes que poderão ser chamados em caso de desistência, inabilitação da lista de projetos aprovados para contratação ou até mesmo por disponibilidade de recursos. “Foram vários meses de seleção e agora temos os 28 finalistas, empreendedores e suas equipes, que receberão esse apoio para desenvolver suas ideias, abrir suas empresas e gerar mais negócios, empregos e renda”, lembra o presidente da Fapesc, Fábio Zabot Holthausen.

O secretário do Desenvolvimento Econômico Sustentável, Lucas Esmeraldino, destaca o espírito de inovação do catarinense. “O Centelha é um importante condutor na transformação de boas ideias em soluções para a população. Seu viés vem ao encontro dos propósitos da SDE e do próprio Governo do Estado como um todo por meio da inovação, transformando e melhorando o dia a dia das pessoas. Santa Catarina é referência em tecnologia e busca ser reconhecida cada vez mais no Brasil e no mundo”, acrescenta.

Projetos vêm de diversas regiões do Estado

Praticamente todas as macrorregiões de Santa Catarina contam com projetos aprovados. O destaque é para a Grande Florianópolis, com 16 propostas bem sucedidas. Do Norte vêm sete ideias e as demais são provenientes de cidades do Sul, Oeste e Vale do Itajaí. Há representantes de Florianópolis, Joinville, Araranguá, Concórdia, Itajaí, Laguna, Porto Belo e São José.

 
Arte: Reprodução/Fapesc

Reforço no combate à pandemia

Apesar de não estar diretamente ligado às ações de combate à pandemia da Covid-19, o resultado do Programa Centelha coincide com o momento e servirá como importante auxilio na retomada do desenvolvimento econômico do Estado. Para o presidente da Fapesc, Fábio Zabot Holthausen, são 28 equipes que receberão o fomento e que poderão contribuir para o fortalecimento da economia de seus municípios e, por consequência, de Santa Catarina.

O Programa Centelha é inspirado no Sinapse da Inovação, que em sua sexta edição finalizada já contribuiu para a formação de diversas startups em todas as regiões do Estado. 

Incentivo ao empreendedorismo inovador 

A intenção do Programa Centelha é estimular a criação de empresas, a partir da geração de novas ideias, e disseminar a cultura do empreendedorismo inovador em todo território nacional, incentivando a mobilização e a articulação institucional dos atores nos ecossistemas locais, estaduais e regionais de inovação do país.

Dos R$ 1,68 milhão em recursos, R$ 1,1 milhão vem da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) e R$ 580 mil da Fapesc.

O Centelha é promovido pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e pela Finep, em parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e o Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap), operado pela Fundação Certi e executado em Santa Catarina pela Fapesc.

Informações adicionais para imprensa:
Francieli Oliveira
Assessoria de Imprensa