Whatsapp
   jaimebnu@terra.com.br
  • Diversos

Programa Blumenau + Leve tem reconhecimento do Ministério da Saúde.

Os dois grupos do Programa Blumenau + Leve, desenvolvido pela Secretaria de Promoção da Saúde da Prefeitura de Blumenau, tiveram uma atividade diferente nestes últimos dias de outubro. Os participantes fizeram parte das gravações de um vídeo do Ministério da Saúde (MS), por meio da Coordenação Geral de Alimentação e Nutrição, que vai retratar ações de prevenção e controle da obesidade no município. O programa foi escolhido junto com iniciativas de outras quatro cidades do Brasil que possuem estratégias de promoção da saúde. E foi com prevenção, mudança de hábitos e foco em qualidade de vida que Márcia Hahnemann, de 57 anos, perdeu seis quilos desde que entrou para o grupo Blumenau + Leve. Ela relatou sua experiência dos encontros na Cozinha Comunitária, no bairro Itoupavazinha, à produção do MS, responsável pelo vídeo que deve ser finalizado em 2019. Veja mais aqui... Foto Semus Divulgação.

Publicado em 29/10/2018 às 12:19


Programa Blumenau + Leve tem reconhecimento do Ministério da Saúde.
Os participantes fizeram parte das gravações de um vídeo do Ministério da Saúde (MS).

Foto Semus Divulgação

Foto Semus Divulgação

Foto Semus Divulgação

Os dois grupos do Programa Blumenau + Leve, desenvolvido pela Secretaria de Promoção da Saúde da Prefeitura de Blumenau, tiveram uma atividade diferente nestes últimos dias de outubro. Os participantes fizeram parte das gravações de um vídeo do Ministério da Saúde (MS), por meio da Coordenação Geral de Alimentação e Nutrição, que vai retratar ações de prevenção e controle da obesidade no município. O programa foi escolhido junto com iniciativas de outras quatro cidades do Brasil que possuem estratégias de promoção da saúde.

E foi com prevenção, mudança de hábitos e foco em qualidade de vida que Márcia Hahnemann, de 57 anos, perdeu seis quilos desde que entrou para o grupo Blumenau + Leve. Ela relatou sua experiência dos encontros na Cozinha Comunitária, no bairro Itoupavazinha, à produção do MS, responsável pelo vídeo que deve ser finalizado em 2019.

Participante do grupo pelo segundo ano, Márcia acredita que mais do que a perda de peso, as atividades fazem com que ela tire um tempo pra si e também para aprender sobre como se cuidar melhor, mental e fisicamente.

Foi em busca de qualidade de vida que Erotides Nogueira, de 55 anos, que também teve gravado seu depoimento sobre o Blumenau + Leve, procurou o programa em 2017. Com uma doença respiratória e fazendo uso de medicamentos, ela relata que tem dificuldade em perder peso, mas percebeu como sua saúde de maneira geral melhorou depois que passou a participar dos encontros. “Consigo me exercitar mais e melhor. E mudei alguns hábitos, como trocar a janta por uma fruta. Até meus problemas de estômago reduziram”, relatou a participante, que acredita que o grupo é um incentivo para manter o foco em ter uma vida melhor.

Programa Blumenau + Leve

Iniciado em 2017 como um programa piloto da Prefeitura, os grupos de saúde do Blumenau + Leve registraram, nos últimos dois anos, a participação de 72 usuários do SUS nos encontros mensais que são realizados.

A promoção da saúde e do bem-estar para todos os cidadãos blumenauenses é o objetivo dos encontros interdisciplinares propostos, que reúnem os pacientes em práticas com profissionais nutricionistas, psicólogos, de educação física e de práticas alternativas. O resultado é a prevenção de doenças e a adoção de um estilo de vida mais saudável, além da perda de peso de 90% dos participantes do ano passado.

Para Adriana Stollmaier, nutricionista e coordenadora da Política de Alimentação e Nutrição da Semus, a experiência e os resultados tem sido exitosos, e a escolha do Ministério da Saúde em usar Blumenau como exemplo para todo o país demonstra o sucesso do Programa Blumenau + Leve. Atualmente, dois grupos recebem as atividades no município e têm ainda este ano mais dois encontros. Para 2019, os interessados em participar podem procurar suas unidades de saúde de referência para mais informações. A intenção é expandir para que mais pacientes possam ter acesso à ação.

Assessora de Comunicação: Marília Prado