Whatsapp
   jaimebnu@terra.com.br
  • Diversos

Prefeitura de Blumenau se manifesta sobre a Assembleia dos Servidores

A Prefeitura de Blumenau foi surpreendida com a decisão da assembleia de servidores realizada na tarde desta terça-feira, dia 01, de estado de greve e GREVE a partir da próxima segunda-feira, seja porque a data-base prevê a abertura das negociações a partir de abril e porque até o momento não recebeu nenhuma pauta oficial do […]

Publicado em 02/02/2022 às 09:20


A Prefeitura de Blumenau foi surpreendida com a decisão da assembleia de servidores realizada na tarde desta terça-feira, dia 01, de estado de greve e GREVE a partir da próxima segunda-feira, seja porque a data-base prevê a abertura das negociações a partir de abril e porque até o momento não recebeu nenhuma pauta oficial do sindicato. O município ainda aguarda ser informado oficialmente pelo Sindicato dos Servidores acerca da decisão da assembleia. No final da tarde o Prefeito Mário Hildebrandt, juntamente com a vice-prefeita Maria Regina e Secretários membros do comitê gestor, se reuniram para avaliar a decisão de greve, comunicada através das redes sociais pelo Sindicato. “Lamento profundamente a decisão por uma possível greve pois em nenhum momento a mesa de negociação esteve fechada”, reitera o prefeito Mário.

Diante disso, o Município ressalta que permanece aberto à negociação com o sindicato e ratifica o posicionamento apresentado em ofício (001/2022) protocolado nesta terça-feira na sede do sindicato, onde expõe que:

  • A mesa de negociação sempre esteve e segue aberta, tendo os representantes da administração municipal recebido os representantes do sindicato inúmeras vezes, para atender pleitos da categoria;
  • A reposição salarial foi impedida nos dois últimos anos pela Lei Federal 173/2020;
  • Desde 2004, a data-base dos servidores municipais de Blumenau é definida em maio (LC 298/2004), portanto não foram esgotados os prazos para negociação;

A Prefeitura reitera o compromisso com a Cidade e lamenta o comportamento do Sindicato, que incita um movimento grevista num momento de extrema necessidade para a população de Blumenau, que ainda convive com elevado número de novos casos diários. Lembra também que o país segue em ESTADO DE CALAMIDADE PÚBLICA, o que aumenta significativamente a demanda por atendimentos na rede de saúde. A paralisação, caso ocorra neste momento, penaliza a população em um período bastante delicado para todos, afetando, inclusive, o retorno do ano letivo, previsto para iniciar na próxima segunda-feira, dia 07.

Fonte e Foto Prefeitura de Blumenau.