Whatsapp
   jaimebnu@terra.com.br
  • Diversos

Pontes com aço da Hercílio Luz começam a ser entregues em janeiro

A Ponte Hercílio Luz vai voltar a fazer parte do cotidiano catarinense e não apenas em Florianópolis. As peças de aço usadas no apoio provisório durante a restauração começam a chegar ao interior do estado. O projeto prevê o reaproveitamento de mais de mil toneladas para a construção de 532 pontes metálicas, que irão substituir […]

Publicado em 27/12/2019 às 01:55


Foto: Julio Cavalheiro / Secom

A Ponte Hercílio Luz vai voltar a fazer parte do cotidiano catarinense e não apenas em Florianópolis. As peças de aço usadas no apoio provisório durante a restauração começam a chegar ao interior do estado. O projeto prevê o reaproveitamento de mais de mil toneladas para a construção de 532 pontes metálicas, que irão substituir estruturas precárias, a maioria de madeira, em municípios de Santa Catarina. As primeiras pontes serão entregues a partir de janeiro, assim que as prefeituras concluírem as cabeceiras.

Além disso, durante a cerimônia de reabertura da Ponte Hercílio Luz, no dia 30 de dezembro, será assinado mais um termo de cooperação, dessa vez para o repasse de três estruturas para Biguaçu. Até o momento, 16 municípios já assinaram o termo para receber os kits metálicos. No total, 144 prefeituras enviaram pedidos, e a intenção da Defesa Civil do Estado é contemplar todas.

A ação vai resultar na economia de quase R$ 35 milhões para os cofres do Governo de Santa Catarina. “A princípio o material seria vendido como sucata em leilão, mas é de excelente qualidade e com isso buscamos sustentabilidade e valorização dos recursos públicos”, comentou o chefe da Defesa Civil de Santa Catarina, João Batista Cordeiro Júnior.

O aço passa por tratamento que garante a durabilidade das pontes. Esse processo já está em andamento e em ritmo acelerado. De acordo com o chefe da Defesa Civil, cada ponte vai custar cerca de R$ 10 mil, ou seja, R$ 65 mil a menos do que os kits de transposição de concreto que são repassados aos municípios em ações de recuperação após desastres naturais. “Esta é uma ação de prevenção já que as pontes metálicas serão instaladas acima das cotas de inundação e evitando o estrangulamento dos rios”, completou.

A montagem das pontes metálicas é realizada pelo consórcio, formado pelas empresas RMG e Teixeira Duarte, vencedor da licitação e que também é responsável pela reforma do cartão-postal catarinense. Até o momento, a Defesa Civil de Santa Catarina recebeu 765 solicitações de kits.

Foto: Ricardo Wolffenbuttel / Secom

Além do estado das pontes que serão substituídas, serão usados como critério para a entrega a existência da Defesa Civil municipal e o Plano de Contingência Municipal elaborado. “Com isso estamos incentivando a capacidade de resposta a desastres naturais e promovendo a resiliência dos municípios”, explicou João Batista. Também serão analisadas a disponibilidade de dimensões das pontes e a ordem dos pedidos.

Os locais para a instalação serão analisados pelos técnicos da Defesa Civil do Estado em conjunto com os coordenadores regionais para garantir o dimensionamento correto das pontes. Os municípios ficam responsáveis apenas pela construção das cabeceiras, pilar central (se necessário), tabuleiro de concreto para a pista de rolamento e o transporte do kit até o local da montagem.

Fonte: Governo de Santa Catarina