Whatsapp
   jaimebnu@terra.com.br
  • Diversos

Ouvidoria da Saúde atenderá em horário alterado nas próximas sextas-feiras. Nos dias 22 e 29 de novembro e 06 de dezembro, atendimento iniciará as 11h.

O setor de ouvidoria da Secretaria de Promoção da Saúde de Blumenau (Semus) atuará em horários diferenciados nos próximos dias 22 e 29 de novembro, sexta-feira, e também no dia 6 de dezembro. Nestas datas o atendimento será realizado a partir das 11h, e não das 8h como normalmente ocorre. Durante este período, os servidores […]

Publicado em 20/11/2019 às 08:20


Foto: Divulgação.

O setor de ouvidoria da Secretaria de Promoção da Saúde de Blumenau (Semus) atuará em horários diferenciados nos próximos dias 22 e 29 de novembro, sexta-feira, e também no dia 6 de dezembro. Nestas datas o atendimento será realizado a partir das 11h, e não das 8h como normalmente ocorre.

Durante este período, os servidores que atuam no setor recebendo as cerca de 1,5 mil manifestações mensais de usuários do SUS, estarão fazendo atividades do projeto “Cuidando de Quem Cuida”. As ações abordarão temas relacionados à saúde do trabalhador, prevenção do estresse no trabalho, resiliência e relacionamentos.

A ouvidoria da saúde atende pelo telefone 156, na opção 2, ou ainda presencialmente na Rua 2 de Setembro, 1.212, no 1º andar do Centro de Saúde Rosania Machado, no bairro Itoupava Norte, normalmente das 8h às 12h e das 13h às 17h. O e-mail de atendimento é o ouvidoriasemus@blumenau.sc.gov.br

Como utilizar a ouvidoria da Semus
Para facilitar o atendimento, antes de entrar em contato com o serviço, seja pessoalmente, por telefone ou e-mail, é importante ter em mãos dados como nome completo, data de nascimento, nome da mãe, CPF, endereço, telefone de contato, nome da unidade de saúde onde é atendido e o relato na integra da manifestação (relato do fato).

O registro será realizado pelo servidor da ouvidoria e encaminhado ao setor responsável, para que este forneça um esclarecimento ou resposta ao usuário, em um prazo de até 20 dias úteis, prorrogáveis por mais 20 dias, quando justificado. As denúncias podem ter o caráter anônimo ou sigiloso, caso o cidadão não queira ser identificado. O cidadão recebe um número de protocolo, por meio do qual pode acompanhar o andamento da sua demanda, que também é acompanhada pela ouvidoria do Ministério da Saúde (MS), já que as mesmas estão conectadas online.

O cidadão pode registrar na ouvidoria da saúde manifestações relacionadas com atendimentos SUS:
– nos hospitais 
– em laboratórios
– relacionadas com medicamentos
– atendimentos em odontologia
– saúde do trabalhador (acidentes, segurança do trabalho)
– saúde mental: Centro de Atenção Psicossocial (CAPS)
– unidades de saúde (Furb, Policlínica, Estratégia Saúde da Família, Ambulatório Geral, Unidades Avançadas de Saúde) 
– vigilância sanitária (fiscalização de lixo ou entulho na vizinhança, escorpião, água parada, análise de qualidade da água, alimentos inadequados ou vencidos, manipulação incorreta de alimentos, verificação de alvarás sanitários, higiene de bares, restaurantes, padarias, salões de beleza, clínicas, farmácias, academias, focos de mosquito da dengue, insetos)
– vigilância epidemiológica (vacinas, campanhas de vacinas, surto de doenças infecto-contagiosas como catapora, gripe e outras).

Assessora de Comunicação: Marília Prado.
Foto: Divulgação.