Whatsapp
   jaimebnu@terra.com.br
  • Diversos

Passagem de Ônibus em Blumenau já está mais cara desde sábado. A tarifa do ônibus passou de R$ 3,65 para R$ 3,85. Reajuste foi de 5,5%.

A partir do dia 21 de janeiro a tarifa do transporte coletivo urbano de Blumenau será de R$ 3,85. O decreto municipal Nº 11.177, que informa o reajuste, foi publicado dia 6. Para os passageiros que utilizarem os ônibus aos domingos, a passagem será de R$ 1,95. Estudantes legalmente aptos terão 50%de desconto sobre o valor da tarifa. Foto #BlogdoJaime.

Publicado em 23/01/2017 às 07:41


Passagem de Ônibus em Blumenau já está mais cara desde sábado. A tarifa do ônibus passou de R$ 3,65 para R$ 3,85. Reajuste foi de 5,5%.

Foto #BlogdoJaime

Foto #BlogdoJaime

 

Ônibus em Blumenau mais caro…Passagem de ônibus de #Blumenau passou de R$ 3,65 para R$ 3,85 desde o último sábado. Reajuste será de 5,5%.

Tarifa do transporte coletivo de Blumenau terá reajuste em janeiro

Cobrança do novo valor entra em vigor no dia 21 de janeiro. Reajuste será de 5,5%.

A partir do dia 21 de janeiro a tarifa do transporte coletivo urbano de Blumenau será de R$ 3,85. O decreto municipal Nº 11.177, que informa o reajuste, foi publicado dia 6. Para os passageiros que utilizarem os ônibus aos domingos, a passagem será de R$ 1,95. Estudantes legalmente aptos terão 50%de desconto sobre o valor da tarifa.

O reajuste é resultado das tratativas mantidas entre o Serviço Autônomo Municipal de Trânsito e Transportes de Blumenau (Seterb) e a empresa prestadora do serviço em caráter emergencial. O aumento de 5,5% na tarifa ficou abaixo de reajustes efetuados em diversas cidades, como Brasília e Rio de Janeiro, que tiveram índices acima de 20%. Em Santa Catarina, Florianópolis e Itajaí, por exemplo, tiveram 11% de aumento na passagem de ônibus. Na maior cidade do Estado, Joinville, o acréscimo na tarifa do transporte coletivo será de 8,1% a partir desta segunda-feira, elevando o valor da passagem para R$ 4,00.

Em Blumenau, o novo valor da tarifa foi baseado no aumento dos insumos, em especial da mão de obra, e do índice inflacionário acumulado em 2016, de 7,38%, medido pelo IGP-M. Além disso, leva em consideração o princípio econômico financeiro do serviço, a modicidade (capacidade do usuário em pagar a passagem), bem como a eficiência da prestadora do serviço. Conforme previsto em lei, o novo valor entra em vigor dez dias úteis após a publicação do documento.

Assessoras de Comunicação: Juliana Damian e Marília Prado
Foto : #BlogdoJaime.