Whatsapp
   jaimebnu@terra.com.br
  • Diversos

Na manhã desta quarta-feira (13/10/2019) a 2° Delegacia de Polícia Civil de Blumenau (apoio da DIC e DP de Navegantes), flagrou uma operação de combate a crimes de estelionato cometidos contra concessionárias e revendas de veículos na Região do Alto Vale.

Foram cumpridos mandados de busca e apreensão na Cidade de Blumenau e Navegantes, incluindo o cumprimento de buscas em uma concessionária de Blumenau. Foi preso na operação J.P.M. estelionatário contumaz da região do Alto Vale, que já tinha uma condenação anterior de 30 anos de prisão pela prática de crimes de estelionato. O Delegado Lucas […]

Publicado em 14/11/2019 às 01:20


Foto: Policia Civil Blumenau.

Foram cumpridos mandados de busca e apreensão na Cidade de Blumenau e Navegantes, incluindo o cumprimento de buscas em uma concessionária de Blumenau. Foi preso na operação J.P.M. estelionatário contumaz da região do Alto Vale, que já tinha uma condenação anterior de 30 anos de prisão pela prática de crimes de estelionato. O Delegado Lucas Gomes de Almeida esclarece que estão sendo apurados golpes em Blumenau, Ituporanga e Itajaí, todos envolvendo venda e financiamento de veículos de forma fraudulenta. O Delegado explica que J.P.D abordava pessoas simples, que tinham o nome limpo, e preferencialmente sem financiamentos, e as usava para financiar os veículos e depois passar para ele, sob o pretexto que tinha uma revenda, mas não podia adquirir carros pois estava com o nome sujo. O estelionatário em alguns casos prometia a quantia de 3 a 5 mil por carro financiado ao financiante, ou favorecimento na compra de algum veiculo para a vitima, e ainda alegava que depois transferiria os financiamentos para o seu próprio nome, o que não acontecia. Após, o estelionatário vendia os veículos para terceiros, as os financiados ficavam com o nome negativado, por não terem condições de arcarem com o funcionamento. O Delegado Lucas Almeida cita que, em um dos casos, ele conseguiu que uma das pessoas financiasse 5 carros, sendo 4 em uma só revenda, por isso, não se descarta um eventual envolvimento por parte de funcionários de lojas de veículos. Tal prática configura o crime de estelionato, do art. 171 do CP, que tem pena de 1 a 5 anos de prisão. O Delegado aconselha que as pessoas tomem cuidado ao emprestarem seus nomes a terceiros, para compra ou financiamento de qualquer coisa, independente da promessa de vantagem financeira, ou mesmo para fazer um favor. Um bom nome é a coisa mais importante que possuímos.

Foto: Policia Civil Blumenau.