Whatsapp
   jaimebnu@terra.com.br
  • Diversos

Mausoléu é palco para homenagens ao fundador. Programação dos 200 Anos do Dr. Blumenau transcorre paralelamente aos festejos dos 169 anos do município.

Começa nesta sexta-feira, dia 30 de agosto, a programação dos 200 Anos do Dr. Blumenau e dos 169 anos do município. Às 19h tem a entrega do mérito cultural no Salão Nobre da prefeitura. No sábado, dia 31, a atração da noite é o Concerto das Rosas – Gala Lírica -, às 19h30, na Igreja […]

Publicado em 30/08/2019 às 10:46


Foto: Sérgio Antonello / FCB

Começa nesta sexta-feira, dia 30 de agosto, a programação dos 200 Anos do Dr. Blumenau e dos 169 anos do município. Às 19h tem a entrega do mérito cultural no Salão Nobre da prefeitura. No sábado, dia 31, a atração da noite é o Concerto das Rosas – Gala Lírica -, às 19h30, na Igreja Evangélica de Confissão Luterana – Paróquia Centro (Rua Amazonas, 119). Domingo, dia 1º, tem atividades esportivas, culturais e distribuição de mudas, no Parque Ramiro Ruediger, das 8h30 às 16h.

Às 18h, no Centro Turístico e Cultural de Vila Itoupava está prevista assinatura do convênio com o Instituto Renato Borghetti e show com o músico gaúcho e a Fábrica de Gaiteiros. O ponto alto, na data máxima da cidade, segunda-feira, dia 2, às 8h, no Mausoléu, o fundador da colônia receberá homenagens. A cerimônia contará com a colocação no local de corbélias de flores e lançamento do selo comemorativo ao bicententário de nascimento do químico e farmacêutico alemão Hermann Bruno Otto Blumenau. Estarão presentes personagens caracterizados no estilo colonial, como Hermann e Bertha, os pais do Dr. Blumenau, e Fritz Müller.

Neste ano, a programação de aniversário da cidade é também festiva ao homem que, de forma pioneira, implantou uma colônia que se tornaria um dos principais municípios catarinenses. “Celebramos os 200 anos do nascimento do Dr. Blumenau. Desde a fundação da colônia que leva seu nome, ele já se preocupava com a educação das crianças. Algo tão caro a todos que fundaram escolas nas diversas regiões do vale”, lembra o secretário de Cultura, Rodrigo Ramos. “Como eram muitas e isoladas geograficamente, criou-se a associação de professores e de sociedades escolares de Santa Catarina, que passou a publicar um jornal com orientações pedagógicas: o Mitteilungen”.

História da Educação
O jornal, publicado de 1906 a 1917, é uma rica fonte de dados sobre a história da educação formal na região e, por estar em alemão gótico, representava dificuldade de acesso. A Universidade Regional de Blumenau (Furb), atendendo solicitação do Arquivo Histórico José Ferreira da Silva, fez a tradução das matérias publicadas no periódico.

A pesquisa é resultado do projeto de extensão do departamento de Letras da Furb. O documento busca divulgar e preservar o patrimônio histórico em língua alemã produzido em Blumenau. A coordenação é da professora Valéria Mailer que atua juntamente com os professores Nestor Freese e Ester Krieger da Silva. Uma versão em digital também será disponibilizada para consultas públicas.

Para celebrar os 200 anos de nascimento de Hermann Blumenau, foi produzido um selo comemorativo que será lançado pelo superintendente estadual dos Correios em Santa Catarina, Marciano da Silva Vieira. A prefeitura providenciou um carimbo que, pelos próximos 30 dias, estará em todas as correspondências emitidas em Blumenau. Após esse período, o carimbo entrará para o Acervo Histórico do Museu dos Correios. Uma réplica ficará no Arquivo Histórico José Ferreira da Silva e estará em exposição a partir do dia 4 de setembro no Museu da Família Colonial.

Entre as autoridades confirmadas, estará presente na cerimônia o prefeito de São Pedro Alcântara, Ernei Sthelin. Essa cidade surgiu da primeira colônia alemã de Santa Catarina. ”Neste ano, festejamos os 190 anos da imigração alemã em nosso Estado. E por lá, o próprio Doutor Blumenau passou antes de se instalar nesta região”, comenta Rodrigo Ramos.

O senhor Hans-Dieter Beuthen, do Centro Econômico e Científico Brasil-Alemanha, da cidade de Berlin, representado a bisneta do fundador, Jutta Blumenau Niesel, que não pode comparecer aos festejos deste ano. No entanto encaminhou uma carta ao prefeito de Blumenau, Mário Hildebrandt, congratulando-se com a cidade e com o carinho de todos os blumenauenses. “Como prova deste carinho que sente por nossa terra, pediu para que fosse entregue uma obra de arte, em alto relevo, com a imagem de seu bisavô, Hermann Blumenau”, finaliza o secretário de Cultura.

Assessor de Comunicação: Sérgio Antonello

Foto: Sérgio Antonello / FCB