Whatsapp
   jaimebnu@terra.com.br
  • Diversos

Governador conhece projetos e visita sede da Fundação Catarinense de Educação Especial.

O governador Carlos Moisés visitou na manhã desta segunda-feira, 29, a sede da Fundação Catarinense de Educação Especial (FCEE), em São José, na Grande Florianópolis. Com 52 anos de serviços prestados à sociedade catarinense, a instituição elabora as políticas públicas para a educação de pessoas com deficiência. Após uma reunião de trabalho com o secretariado, […]

Publicado em 29/06/2020 às 03:49


O governador Carlos Moisés visitou na manhã desta segunda-feira, 29, a sede da Fundação Catarinense de Educação Especial (FCEE), em São José, na Grande Florianópolis. Com 52 anos de serviços prestados à sociedade catarinense, a instituição elabora as políticas públicas para a educação de pessoas com deficiência.

Após uma reunião de trabalho com o secretariado, o governador conheceu um pouco mais da estrutura da Fundação, que está localizada no bairro Roçado. Ao lado do presidente Rubens Feijó e da primeira-dama Késia Martins da Silva, Carlos Moisés visitou os pavilhões, conversou com funcionários e se mostrou impressionado com o local.  

“Viemos constatar in loco, mesmo em tempos de pandemia, como está funcionando esse órgão tão importante do Governo de Santa Catarina. Estamos mantendo em dia os repasses não apenas para as APAEs, mas também para as mais de 200 associações que atendem pessoas com deficiência em Santa Catarina. A FCEE é uma instituição que há décadas presta um serviço de excelência e nós queremos fortalecê-la ainda mais. Nosso governo é de inclusão”, disse o governador.

>> Mais fotos na galeria

O presidente Rubens Feijó explicou que a Fundação ajuda na educação de mais de 20 mil pessoas no Estado. Ele também mostrou o projeto para a construção de um novo prédio sustentável para reunir os diferentes setores da FCEE em apenas um espaço.

“Esse prédio será um marco para a educação especial em Santa Catarina. Será uma estrutura totalmente acessível, captando também energia solar e a água da chuva. Ele terá portas e salas adaptadas para o atendimento à pessoa com deficiência. Será um projeto pioneiro para o Estado”, diz Feijó.

Informações adicionais para imprensa:
Leonardo Gorges
Assessoria de Imprensa
Secretaria Executiva de Comunicação – SECom

Foto: Julio Cavalheiro / Secom