Whatsapp
   jaimebnu@terra.com.br
  • Diversos

Empresas criam gratuitamente sistema de vídeo para consultas médicas na rede pública.

Empresas criam gratuitamente sistema de vídeo para consultas médicas na rede pública Empresas de Blumenau da área de tecnologia se uniram para criar uma ferramenta a ser utilizada por médicos da rede pública em atendimento a casos de suspeita do novo coronavírus. A plataforma recebeu o nome de Doktor e permite que os pacientes façam […]

Publicado em 15/04/2020 às 05:45


Empresas criam gratuitamente sistema de vídeo para consultas médicas na rede pública

Empresas de Blumenau da área de tecnologia se uniram para criar uma ferramenta a ser utilizada por médicos da rede pública em atendimento a casos de suspeita do novo coronavírus.

A plataforma recebeu o nome de Doktor e permite que os pacientes façam as consultas por videochamada, tendo contato visual com o médico.

O sistema arquiva as consultas para futuras análises e acompanhamentos.

A iniciativa teve apoio do Blusoft, entidade que reúne empresas de software da região de Blumenau.

FUNCIONAMENTO

Ao receber a chamada, o Doktor faz uso de um robô que usa inteligência artificial para fazer um filtro do paciente.

O robô coleta dados como idade, doenças pré-existentes ou sintomas.

O encaminhamento para a chamada de vídeo só acontecerá em casos suspeitos.

A plataforma foi construída seguindo todos os padrões estabelecidos pela portaria 467/2020 do Ministério da Saúde, que dispõe sobre as ações em telemedicina durante a pandemia, e atendendo a todos os preceitos éticos, autonomia, bem como segurança e proteção das informações dadas pelos usuários.

O Doktor funciona a partir de chamadas pelo WhatsApp e poderá ser acessado pelo número (47) 99935-3561.

AÇÃO COOPERADA

De acordo com Henrique Bilbao, presidente do Blusoft, a prefeitura havia pensado em adquirir uma solução com essas características, mas o preço seria muito alto.

“Um grupo de empresas já estava se mobilizando no sentido de prestar apoio aos médicos e então surgiu a proposta de criar de uma solução gratuita a ser entregue à prefeitura, sem qualquer tipo de custo com manutenção”, explica.

A ferramenta já está sendo utilizada a partir de um termo de doação assinado pela prefeitura.

Já foram garantidos recursos entre as próprias empresas para gravar e armazenar 8 mil atendimentos.

A meta é obter apoio financeiro para gerar no mínimo 40 mil atendimentos.

Entre os apoiadores do projeto estão HBSIS, Viacredi, IBM, Jus Medicina, Sociedade Brasileira de Médicos Executivos, Sociedade Brasileira de Clínica Médica, Cuka Filmes, Associação Empresarial de Blumenau (Acib) e Associação Brasileira de Medicina de Urgência e Emergência.

A ferramenta utiliza tecnologias da Ezok Inteligência Artificial e da Lector.

Mais detalhes aqui:
https://www.youtube.com/watch?v=qf9fEORZIDs&feature=youtu.be