Whatsapp
   jaimebnu@terra.com.br
  • Diversos

Edital de licitação do Frohsinn é lançado nesta quarta-feira, dia 10. O restaurante deverá estar funcionando até dezembro de 2019.

Em breve um novo restaurante funcionará no tradicional Frohsinn. O edital de licitação para as empresas que se interessam em administrar o local foi lançado nesta quarta-feira, dia 10. Os envelopes com documentos de habilitação e proposta de preços serão abertos no dia 12 de novembro. Ganhará quem fizer a maior oferta.  No edital, a Secretaria de Turismo e Lazer (Sectur), com o intuito de preservar a função original, exige que o Frohsinn seja explorado como restaurante e local de eventos. A edificação possui área construída de 848,08 m².  O licitante investirá até R$ 3,64 milhões em reformas na estrutura. Destes, R$ 1,58 milhão será para pavimentar a Rua Gertrud Sierich, via utilizada para chegar ao Frohsinn. Foto Divulgação Prefeitura de Blumenau.

Publicado em 10/10/2018 às 05:46


Edital de licitação do Frohsinn é lançado nesta quarta-feira, dia 10.
O restaurante deverá estar funcionando até dezembro de 2019.

Foto: Prefeitura de Blumenau/Divulgação.

Em breve um novo restaurante funcionará no tradicional Frohsinn. O edital de licitação para as empresas que se interessam em administrar o local foi lançado nesta quarta-feira, dia 10. Os envelopes com documentos de habilitação e proposta de preços serão abertos no dia 12 de novembro. Ganhará quem fizer a maior oferta.
No edital, a Secretaria de Turismo e Lazer (Sectur), com o intuito de preservar a função original, exige que o Frohsinn seja explorado como restaurante e local de eventos. A edificação possui área construída de 848,08 m².

O licitante investirá até R$ 3,64 milhões em reformas na estrutura. Destes, R$ 1,58 milhão será para pavimentar a Rua Gertrud Sierich, via utilizada para chegar ao Frohsinn. Para o prefeito Mário Hildebrandt, o processo licitatório significa a preservação da história. “Significa a recuperação de um ponto turístico tão importante para nossa cidade, e uma das marcas de nossa cultura alemã”, afirma.

Além disso, o cardápio deverá ofertar pratos tradicionais da culinária alemã, podendo desenvolver e criar outros novos. O restaurante não poderá ser exclusivamente pizzaria, lanchonete e churrascaria.

A concessionária terá permissão para, como parte do negócio, implantar loja de conveniências, empório, café, bar e/ou espaço para eventos, sem comprometer a atividade fim do imóvel. O estabelecimento deverá ficar aberto no mínimo seis noites por semana para o jantar, e finais de semana e feriados para almoço.

O mínimo que deverá ser pago mensalmente à Prefeitura pela outorga será R$ 12 mil. Mas o empresário poderá abater o valor investido nas obras nesta mensalidade, pelo período máximo de 300 meses a partir da inauguração do estabelecimento.

A vencedora deverá efetuar a reforma, instalação dos imóveis e equipamentos e fazer com que o restaurante esteja em pleno funcionamento até dezembro de 2019.

Assessora de Comunicação: Julia S. Schaefer