Whatsapp
   jaimebnu@terra.com.br
  • Diversos
  • Política

E vem mais protesto em Blumenau para esta sexta-feira dia 18 de março às 9h na Beira Rio na frente da Prefeitura.

PARADA GERAL: A partir das 8h30 haverá uma concentração em frente à prefeitura de Blumenau. De acordo com Zelinski, às 9h vai tocar um sinal para que todos ocupem a Avenida Beira Rio, com exceção do corredor de ônibus. “Todos serão convidados a sentar na avenida durante uma hora. Vamos mostrar ao Brasil que não concordamos com a corrupção e as manobras realizadas pelo PT e qualquer outro partido”, afirma Zelinski. A iniciativa partiu do fotógrafo Alexandre Zelinski e conta com o apoio da CDL Blumenau, Sindilojas, Acib, Sintex, Osblu (Observatório Social de Blumenau), Somar e do Instituto Verdade e Liberdade (IVL).

Publicado em 18/03/2016 às 12:37


E vem mais protesto em Blumenau para esta sexta-feira dia 18 de março às 9h na Beira Rio na frente da Prefeitura. 

A Acib convoca os associados a aderirem ao movimento contra a corrupção e a nomeação do ex-presidente Lula como ministro da Casa Civil. Vamos parar durante uma hora nesta sexta-feira, dia 18, a partir das 9h, demonstrando nossa insatisfação em frente à Prefeitura de Blumenau. Vamos expor nossa indignação!

Carlos Tavares D’Amaral
Presidente da Acib (Associação Empresarial de Blumenau)

 

pixuleco_13_03

Blumenau promove parada geral como forma de protesto
17 de Março de 2016

Como forma de protesto ao modo arbitrário com que o governo Federal vem agindo, afetando as pessoas e o desenvolvimento de Blumenau e de todo o Brasil, Blumenau vai parar por uma hora, nessa sexta-feira (18). A iniciativa partiu do fotógrafo Alexandre Zelinski e conta com o apoio da CDL Blumenau, Sindilojas, Acib, Sintex, Osblu (Observatório Social de Blumenau), Somar e do Instituto Verdade e Liberdade (IVL).

A partir das 8h30 haverá uma concentração em frente à prefeitura de Blumenau. De acordo com Zelinski, às 9h vai tocar um sinal para que todos ocupem a Avenida Beira Rio, com exceção do corredor de ônibus. “Todos serão convidados a sentar na avenida durante uma hora. Vamos mostrar ao Brasil que não concordamos com a corrupção e as manobras realizadas pelo PT e qualquer outro partido”, afirma Zelinski.

O presidente da CDL Blumenau, Helio Roncaglio, diz que a entidade apoia a iniciativa por considerar as medidas antidemocráticas do governo federal uma afronta a população e que as mesmas que barram o desenvolvimento e levam todo o país a insegurança e instabilidade política e econômica. “O governo federal deu às costas à população e ignorou nossa manifestação realizada no último domingo. Vamos mostrar mais uma vez que não toleramos mais esse desrespeito”, afirma Roncaglio.

As entidades que apoiam a manifestação estão emitindo comunicados aos associados convidando todos a participarem da Parada Geral, usando as cores verdes e amarelas.