Whatsapp
   jaimebnu@terra.com.br
  • Diversos

Coronavírus em SC: Formações on-line para professores das escolas estaduais catarinenses chegam a 830 mil acessos.

As formações on-line feitas com os professores da rede estadual de ensino de Santa Catarina durante o período de atividades não presenciais, no mês de abril, somam 830 mil acessos na plataforma YouTube. Desde o dia 2 de abril, a Secretaria de Estado da Educação (SED) promoveu 21 capacitações com os docentes, incluindo nas temáticas […]

Publicado em 27/04/2020 às 06:12


As formações on-line feitas com os professores da rede estadual de ensino de Santa Catarina durante o período de atividades não presenciais, no mês de abril, somam 830 mil acessos na plataforma YouTube. Desde o dia 2 de abril, a Secretaria de Estado da Educação (SED) promoveu 21 capacitações com os docentes, incluindo nas temáticas orientações sobre o uso da plataforma Google e abordagens pedagógicas durante o distanciamento social.

As capacitações, em vídeos com duração entre 40 minutos e duas horas, são transmitidas ao vivo e permanecem disponíveis para a consulta dos professores. Os docentes da rede estadual que realizaram a formação receberão futuramente um certificado de 40 horas, após a conclusão do ciclo e a confirmação de presença por parte da SED.

“As formações constituem o suporte e o apoio necessário para que os professores se apropriem da tecnologia e possam desempenhar bem as responsabilidade e o papel de protagonismo, ainda mais relevante neste momento de ações não presenciais. Esses conteúdos na forma de vídeo podem ser acessados e repetidos de acordo com a necessidade de cada professor”, destaca o secretário de Estado da Educação Natalino Uggioni.

>>>Acesse a página de formações on-line da SED

Calendário segue com formações mais espaçadas

As próximas formações disponibilizadas pela SED devem ter temáticas específicas, como relatos de experiências dos professores que lecionam em diferentes disciplinas. Nesta dinâmica, os docentes podem conversar sobre as abordagens de aprendizagem adotadas e os principais desafios durante o período de atividades não presenciais. As formações são separadas para cada modalidade de ensino, do Fundamental ao Ensino Médio, da Educação Profissional à Educação de Jovens e Adultos e outras modalidades.

O planejamento da SED é manter as capacitações ao longo do período de isolamento social, diminuindo a frequência, neste novo ciclo, para que os professores possam conciliar os cursos com as atividades de ensino. Além de formar o professor, há previsão de organizar capacitações focadas no suporte ao aluno e família.

A Diretora de Ensino da SED, Zaida Jeronimo Rabello Petry, destaca que a formação do professor é muito importante para após o retorno das aulas presenciais. Com laboratórios de tecnologia sendo equipados e as lousas digitais adquiridas para instalação nas escolas, os estudantes poderão aprender a usar as ferramentas tecnológicas disponíveis e rever as aulas on-line, tendo apoio do professor ou dos próprios colegas de turma.

“Todas essas ferramentas estão promovendo uma mudança no modo de pensar dos gestores escolares e dos docentes. Quando as aulas presenciais forem retomadas, os professores estarão mais preparados para trabalharem, tanto com os alunos que estão conectados à internet em casa, quanto com aqueles que ainda não têm internet residencial, e precisam ser incluídos nesse contexto tecnológico”, afirma Zaida.

Transmissões mais acessadas são para aprender sobre ferramentas

No ciclo de 21 formações já ofertadas pela SED, a transmissão mais acessada é a formação “Move to Google”, da etapa de implantação da plataforma Google for Education, com 118 mil visualizações. A formação aborda o processo de implementação em Santa Catarina e explica como usar ferramentas on-line como aliadas do plano de ensino para estimular a criatividade dos alunos.

Outras cinco capacitações relacionadas com a apresentação e a orientação das ferramentas superaram a marca de 50 mil visualizações. As transmissões abordam o uso do serviço de armazenamento de arquivos Google Drive, do Google Formulários, que permite a elaboração de questionários, do Google Documentos, para a disponibilização de conteúdos em texto, e do Google Sala de Aula, que concentra as opções específicas da plataforma para professores e alunos, como a formação das turmas virtuais.

Além das formações com temas de interesse para todos os professores, há assuntos mais específicos e com foco nas abordagens pedagógicas. As capacitações sobre práticas de ensino para os anos iniciais e suporte para os educadores da alfabetização durante o período de distanciamento social, por exemplo, têm como público-alvo os docentes que atuam junto aos anos iniciais do Ensino Fundamental.

A análise dos especialistas educacionais da SED é de que as temáticas de uso das ferramentas e abordagens pedagógicas são convergentes e complementares no conteúdo das formações. A orientação da secretaria para as atividades não presenciais é que o professor siga o seu planejamento anual, a partir do Currículo Base do Território Catarinense, com as devidas adaptações para o regime especial, abordadas durante as formações.

Multiplicadores da aprendizagem colaborativa digital

As formações são ministradas por técnicos da SED e outros especialistas, mestres e doutores em educação. Com as transmissões feitas pela internet, especialistas de outros estados e até mesmo de outro país vêm participando dos cursos.

A educadora Cristiane de Oliveira Fiorentini, certificada pelo Google e mestranda em Ciências da Educação pela UCP/Portugal, atua na coordenadoria regional de Chapecó e é uma das multiplicadoras da formação. Ela destaca que os professores demonstram alto engajamento, desafiando-se a conhecer cada vez mais sobre os aplicativos e elaborando o próprio material digital, com presença nas formações e muitas perguntas.

“Incorporar esses recursos na rede estadual é uma das maneiras de romper os muros da escola e ampliar os espaços, pois eles facilitam a interação e aprendizagem colaborativa digital. Acredito que estamos aprendendo pela necessidade, mas que, após experimentarmos as possibilidades de aprendizagem on-line, teremos um ensino mais conectado, com metodologias ativas, aluno protagonista e o professor com seu papel essencial evidenciado em todo o processo”, ressalta Cristiane de Oliveira Fiorentini.

Veja a lista das 10 formações mais acessadas, com números de 27 de abril:

118.399 – Move to Google 2020
88.544 – Educação nas nuvens: Google Drive
66.715 – Como criar e como responder tarefas no Classroom
64.179 – Pesquisa e Feedback – Google Formulários
58.026 – Minha sala virtual – Google Classroom
50.925 – Hyperdocs – Google Documentos
47.912 – Hangouts meet
42.820 – A cultura digital como objeto do conhecimento
38.740 – Recursos e estratégias para a educação online
33.080 – Uso da Gamificação na Educação

Informações adicionais para imprensa:
Gabriel Duwe de Lima
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Educação – SED