Whatsapp
   jaimebnu@terra.com.br
  • Diversos

Coronavírus em SC: Fapesc integra chamada nacional e oferece bolsas de estudo a pesquisadores catarinenses

Pesquisas com objetivo de combater à Covid-19, suas consequências e outras síndromes respiratórias agudas graves podem receber financiamento pela chamada pública do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), realizada em conjunto com os ministérios de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e da Saúde. O valor destinado é de R$ 50 milhões e […]

Publicado em 16/04/2020 às 07:00


Foto: Robson Valverde / SES

Pesquisas com objetivo de combater à Covid-19, suas consequências e outras síndromes respiratórias agudas graves podem receber financiamento pela chamada pública do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), realizada em conjunto com os ministérios de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e da Saúde. O valor destinado é de R$ 50 milhões e as propostas devem ser submetidas até 27 de abril.

A Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc), vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDE), integra a chamada e oferece bolsas de estudos para os pesquisadores catarinenses selecionados no edital nacional.

>>>Tire suas dúvidas sobre as medidas restritivas e as ações de combate e prevenção à Covid-19

Os pesquisadores aprovados poderão optar por duas bolsas de pós-doutorado (sênior ou júnior) ou uma bolsa de pós-doutorado e três de mestrado em cada projeto. Para isso, a Fapesc irá disponibilizar até R$ 1,2 milhão. “Convidamos todos os pesquisadores a participar desta chamada pública nacional e os contemplados de Santa Catarina podem pleitear as bolsas”, explica o presidente da Fapesc, Fábio Zabot Holthausen. “Os pesquisadores catarinenses estão dando bons exemplos neste momento de combate à pandemia e acreditamos muito que daqui poderão sair ótimos resultados”, complementa.

O secretário de Desenvolvimento Econômico Sustentável, Lucas Esmeraldino, compartilha da opinião. “Santa Catarina, referência em tecnologia e inovação, pode contribuir e muito nas pesquisas para o combate a esta pandemia mundial que assola a todos. Temos um grande potencial humano e continuaremos incentivando e apostando em nossos pesquisadores, principalmente nesta grande luta mundial”, ressalta.

As propostas apresentadas devem seguir um dos temas definidos pela chamada, que são: tratamento, vacinas, diagnóstico, patogênese e história natural da doença, carga de doença, atenção à saúde, prevenção e controle.

Nos quatro primeiros temas, serão apoiados projetos com valor máximo de R$ 2 milhões. Quando envolver ensaios clínicos, o valor será de R$ 8 milhões. Para as demais linhas de pesquisa, o valor das propostas será de até R$ 2,5 milhões.

Serão priorizados projetos desenvolvidos em rede ou multicêntricos, que poderão ter valores superiores aos já mencionados, a partir de avaliação de mérito científico e relevância sócio-sanitária. Além disso, poderão ser destinados até R$ 500 mil para a contratação de estudos secundários, como revisões sistemáticas e avaliações econômicas.

A iniciativa é uma parceria do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e Ministério da Saúde, por meio do Departamento de Ciência e Tecnologia da Secretaria de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos em Saúde (Decit/SCTIE).

Confira os prazos

A submissão de propostas pode ser feita até o dia 27 de abril por meio da Plataforma Carlos Chagas. O resultado final será divulgado em 15 de junho de 2020. Já as informações relativas à participação da Fapesc podem ser encontradas em www.fapesc.sc.gov.br.

Acompanhe as notícias sobre o novo coronavírus

As notícias sobre as medidas para conter a propagação do novo coronavírus em Santa Catarina e os boletins atualizados com a situação do Estado podem ser acessadas no site www.sc.gov.br ou www.coronavirus.sc.gov.br. As atualizações podem ser acompanhadas ainda pelo YoutubeInstagram Facebook do Governo do Estado.

Informações adicionais para imprensa:
Francieli Oliveira
Assessoria de Imprensa
Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de SC – Fapesc

Foto: Robson Valverde / SES