Whatsapp
   jaimebnu@terra.com.br
  • Diversos

Choppmotorrad é precursora dos veículos de irreverência da Oktoberfest de Blumenau.

A Choppmotorrad inovou os Desfiles da Oktoberfest de Blumenau trazendo os veículos de irreverência e há 33 anos distribui chopp e sorrisos. A tradicional moto Jawa de 1951 com copiloto para um passageiro e um barril de 50 litros de chopp faz parte da história da Oktoberfest. Numa rápida volta ao passado é com a […]

Publicado em 09/10/2019 às 07:00


Foto: Divulgação.
Foto: Divulgação.
Foto: Divulgação.

A Choppmotorrad inovou os Desfiles da Oktoberfest de Blumenau trazendo os veículos de irreverência e há 33 anos distribui chopp e sorrisos.

A tradicional moto Jawa de 1951 com copiloto para um passageiro e um barril de 50 litros de chopp faz parte da história da Oktoberfest. Numa rápida volta ao passado é com a Choppmotorrad que surgiram os carros de irreverência na maior festa Alemã das Américas. A precursora desse evento é a Bierfahrrad, a bicicleta da cerveja. Nos pedais o fotógrafo Ingo Penze o amigo Horácio Braun que resolveram em 1985 distribuir chopp pelas ruas de Blumenau a bordo da bicicleta. Um ano depois e com a criatividade no nível máximo, a dupla resolveu transformar a moto da década de 1950 e adquirida por Ingo em 1974 na Choppmotorrad. Em 1986 quando o carro flex nem existia no mercado nacional, Ingo inovou mais uma vez e criou a primeira moto bicombustível. “A minha moto já é flex há mais de três décadas: movida a gasolina e chope e impulsionada pelos sorrisos”, enfatiza Ingo.

É assim que surge esse ícone da festa, numa trajetória de persistência com as tradições. No começo a dupla recebeu muitas críticas por andar de traje típico durante a semana distribuindo chopp pelas ruas da cidade, mas logo conquistaram o público e ao longo dos anos já atravessaram fronteiras geográficas e mudaram a vida das pessoas. A Choppmotorrad faz parte da história da Oktoberfest e da vida dos blumenauenses. “A Choppmotorrad já esteve em casamento, formaturas, batizado, crisma. É indescritível a sensação que tenho quando consigo alegrar as pessoas com um copo de chopp e um sorriso”, revela Ingo.

‘…Essa moto é encantada. Até casamento teve. Essa moto dá sorte…’. Essa estrofe da canção Choppmotorrad da Banda Cavalinho traduz um fato curioso sobre o impacto da moto Jawa nas relações humanas. O casal Ana Hack e Jeff Ziperer se conheceu durante os desfiles com a Choppmotorrad e casaram quatro anos depois. “A gente brinca que a moto é casamenteira e que o Ingo e a Marleni são nossos cupidos. O casal e a Choppmotorrad também foram nossos convidados de honra no casamento em 2015 e fazem parte da nossa vida. Nós temos muito carinho por eles e por todo grupo”, conta emocionada a advogada Ana Hack. Esse ano o casal não estará distribuindo chopp pelas ruas cidades porque está morando em Portugal. Esse é nosso primeiro ano longe dos desfiles e a sensação é muito estranha porque eu estou contando os minutos para a Oktoberfest de Blumenau começar e irmos para concentração, mas nesse ano não estaremos lá. Os desfiles são muito significativos para mim porque me uniram ao meu marido”, descreve Ana.

Por falar em casal, hoje o piloto oficial da Choppmotorrad Ingo Penz tem a esposa Marleni Gesser na função de copiloto. Entre 1986 e 2002, o co-piloto da Choppmotorrad era Horácio Braun que faleceu em 2007 e era a dupla inseparável de Ingo Penz durante a Oktoberfest de Blumenau, levando alegria e chopp ao público a bordo da motocicleta. Em 33 anos, a moto já rodou milhares de quilômetros e já distribuiu gratuitamente mais de 600 mil copos de chopp. É com esse jeito peculiar e autêntico que Ingo Penz manifesta e mantem a tradição germânica propagando para o mundo o lema “Immer Lustig nunca Traurig” (sempre feliz e nunca triste).

Fotos: Divulgação.